Pecuária
de Precisão

Um sistema para aumentar a eficiência e produtividade de quem alimenta o mundo.

Ir para conteúdo

O que é a Plataforma de Pecuária de Precisão?

A Bosch inova e traz a Plataforma de Pecuária de Precisão, a nova parceira do pecuarista. Se é o olho do dono que engorda o boi, a nossa solução é o óculos para enxergar à distância cada detalhe do seu rebanho.

Assista nosso vídeo e conheça os resultados abaixo.

Resultados

Benefícios

O sistema de pecuária de precisão da Bosch possui hoje 2 módulos que tem como função principal medir e diagnosticar performance animal, possibilitando um gerenciamento desde o nível individualizado, passando por lotes até chegar no nível de propriedades.

A informação sobre performance é sempre apresentada em dois gráficos: um mostra o ganho de peso versus tempo de monitoramento e o outro mostra a performance desse animal ou lote: é o que chamamos de GPD dinâmico (ganho de peso diário dinâmico).

No segundo gráfico há uma série de informações que fazem toda a diferença:

Gráfico 1

ANIMAL DE ALTO DESEMPENHO PRODUTIVO

0 10 20 30 40 50 Dias de Confinamento 650 600 550 500 450 400 350 300 250 200 150 Peso (kg) Dia: 0 Peso: 420 kg Dia: 2 Peso: 430 kg Dia: 5 Peso: 448 kg Dia: 8 Peso: 450 kg Dia: 10 Peso: 455 kg Dia: 12 Peso: 470 kg Dia: 14 Peso: 480 kg Dia: 17 Peso: 490 kg Dia: 20 Peso: 495 kg Dia: 23 Peso: 500 kg Dia: 26 Peso: 505 kg Dia: 28 Peso: 510 kg Dia: 30 Peso: 520 kg Dia: 33 Peso: 530 kg Dia: 36 Peso: 540 kg Dia: 38 Peso: 550 kg Dia: 40 Peso: 560 kg Dia: 43 Peso: 565 kg Dia: 46 Peso: 570 kg Dia: 48 Peso: 580 kg Dia: 50 Peso: 590 kg
0
Break-even
Target
GPD Média Baia
GPD Dinâmico
0 10 20 30 40 50 Dias de Confinamento 4 3 2 1 0 -1 GPD Dinâmico Dia: 0 Média Baia: 2 Dia: 2 Média Baia: 1.9 Dia: 5 Média Baia: 1.9 Dia: 8 Média Baia: 1.9 Dia: 10 Média Baia: 1.9 Dia: 12 Média Baia: 1.9 Dia: 14 Média Baia: 1.9 Dia: 17 Média Baia: 1.9 Dia: 20 Média Baia: 1.9 Dia: 23 Média Baia: 1.9 Dia: 26 Média Baia: 1.9 Dia: 28 Média Baia: 1.9 Dia: 30 Média Baia: 1.9 Dia: 33 Média Baia: 1.9 Dia: 36 Média Baia: 1.9 Dia: 38 Média Baia: 1.9 Dia: 40 Média Baia: 1.9 Dia: 43 Média Baia: 1.9 Dia: 46 Média Baia: 1.9 Dia: 48 Média Baia: 1.9 Dia: 50 Média Baia: 1.9 Dia: 0 Dinâmico: 2.8 Dia: 2 Dinâmico: 2.8 Dia: 5 Dinâmico: 2.8 Dia: 8 Dinâmico: 2.8 Dia: 10 Dinâmico: 2.8 Dia: 12 Dinâmico: 2.85 Dia: 14 Dinâmico: 2.8 Dia: 17 Dinâmico: 2.85 Dia: 20 Dinâmico: 2.8 Dia: 23 Dinâmico: 2.75 Dia: 26 Dinâmico: 2.75 Dia: 28 Dinâmico: 2.75 Dia: 30 Dinâmico: 2.75 Dia: 33 Dinâmico: 2.75 Dia: 36 Dinâmico: 2.70 Dia: 38 Dinâmico: 2.65 Dia: 40 Dinâmico: 2.65 Dia: 43 Dinâmico: 2.65 Dia: 46 Dinâmico: 2.65 Dia: 48 Dinâmico: 2.65 Dia: 50 Dinâmico: 2.65
A performance média do lote. A linha verde nos indica a meta de ganho de peso diário da fazenda, enquanto a linha amarela nos mostra o ponto de lucro da fazenda. Isso significa que qualquer animal abaixo dessa linha não está pagando os custos. A linha vermelha indica perda de peso. Qualquer animal abaixo dessa linha está perdendo peso.

Este é um caso real de um animal muito acima da média. Como estamos acostumados a medir no olho, principalmente por comparação, esse é um animal que muitas vezes é levado para abate precocemente, no momento que ainda gera lucro, deixando de aumentar seu retorno econômico.

Gráfico 2

ANIMAL DOENTE

0 10 20 30 40 50 Dias de Confinamento 350 300 250 200 150 Peso (kg) Dia: 0 Peso: 220 kg Dia: 2 Peso: 227 kg Dia: 5 Peso: 234 kg Dia: 8 Peso: 241 kg Dia: 10 Peso: 245 kg Dia: 12 Peso: 250 kg Dia: 14 Peso: 257 kg Dia: 17 Peso: 264 kg Dia: 20 Peso: 270 kg Dia: 23 Peso: 275 kg Dia: 26 Peso: 280 kg Dia: 28 Peso: 285 kg Dia: 30 Peso: 290 kg Dia: 33 Peso: 292 kg Dia: 36 Peso: 294 kg Dia: 38 Peso: 296 kg Dia: 40 Peso: 298 kg Dia: 43 Peso: 298.5 kg Dia: 46 Peso: 299 kg Dia: 48 Peso: 299.5 kg Dia: 50 Peso: 300 kg
0
Break-even
Target
GPD Média Baia
GPD Dinâmico
0 10 20 30 40 50 Dias de Confinamento 4 3 2 1 0 -1 GPD Dinâmico Dia: 0 Média Baia: 1.75 Dia: 2 Média Baia: 1.7 Dia: 5 Média Baia: 1.7 Dia: 8 Média Baia: 1.7 Dia: 10 Média Baia: 1.7 Dia: 12 Média Baia: 1.7 Dia: 14 Média Baia: 1.7 Dia: 17 Média Baia: 1.7 Dia: 20 Média Baia: 1.7 Dia: 23 Média Baia: 1.7 Dia: 26 Média Baia: 1.69 Dia: 28 Média Baia: 1.69 Dia: 30 Média Baia: 1.69 Dia: 33 Média Baia: 1.78 Dia: 36 Média Baia: 1.8 Dia: 38 Média Baia: 1.9 Dia: 40 Média Baia: 1.9 Dia: 43 Média Baia: 1.9 Dia: 46 Média Baia: 1.9 Dia: 48 Média Baia: 1.9 Dia: 50 Média Baia: 1.9 Dia: 0 Dinâmico: 2.1 Dia: 2 Dinâmico: 2.2 Dia: 5 Dinâmico: 2.3 Dia: 8 Dinâmico: 2.3 Dia: 10 Dinâmico: 2.3 Dia: 12 Dinâmico: 2.25 Dia: 14 Dinâmico: 2.2 Dia: 17 Dinâmico: 2.1 Dia: 20 Dinâmico: 2.1 Dia: 23 Dinâmico: 2.1 Dia: 26 Dinâmico: 2.1 Dia: 28 Dinâmico: 2 Dia: 30 Dinâmico: 1.8 Dia: 33 Dinâmico: 1.6 Dia: 36 Dinâmico: 1.45 Dia: 38 Dinâmico: 1.2 Dia: 40 Dinâmico: 1.4 Dia: 43 Dinâmico: 1.2 Dia: 46 Dinâmico: 1.17 Dia: 48 Dinâmico: 1.15 Dia: 50 Dinâmico: 1.1
Animal com queda de performance em razão de doença respiratória não diagnosticada. Os animais com queda brusca de performance podem estar apresentando doença infecciosa aguda (ex.podermatite), doença nutricional (ex. timpanismo), doença inaparente ou sub-clínica (ex. acidose) ou no caso do lote, refletindo problemas operacionais ou nutricionais (ex. oferta de água, alteração da dieta ou arraçoamento). A partir do diagnóstico precoce de doenças ou problemas que podem levar um tempo para serem identificados, elevam-se as chances de sucesso após o tratamento medicamentoso assim como são verificados os impactos com mais precisão para tomada de ações corretivas do manejo em geral.

Gráfico 3

ANIMAL DE BAIXO DESEMPENHO

0 10 20 30 40 50 Dias de Confinamento 550 500 450 400 350 300 250 200 150 Peso (kg) Dia: 0 Peso: 375 kg Dia: 2 Peso: 376 kg Dia: 5 Peso: 377 kg Dia: 8 Peso: 379 kg Dia: 10 Peso: 380 kg Dia: 12 Peso: 383 kg Dia: 14 Peso: 386 kg Dia: 17 Peso: 388 kg Dia: 20 Peso: 390 kg Dia: 23 Peso: 393 kg Dia: 26 Peso: 396 kg Dia: 28 Peso: 399 kg Dia: 30 Peso: 400 kg Dia: 33 Peso: 401 kg Dia: 36 Peso: 403 kg Dia: 38 Peso: 407 kg Dia: 40 Peso: 410 kg Dia: 43 Peso: 413 kg Dia: 46 Peso: 416 kg Dia: 48 Peso: 419 kg Dia: 50 Peso: 420 kg
0
Break-even
Target
GPD Média Baia
GPD Dinâmico
0 10 20 30 40 50 Dias de Confinamento 4 3 2 1 0 -1 GPD Dinâmico Dia: 0 Média Baia: 1.99 Dia: 2 Média Baia: 1.82 Dia: 5 Média Baia: 1.82 Dia: 8 Média Baia: 1.82 Dia: 10 Média Baia: 1.82 Dia: 12 Média Baia: 1.82 Dia: 14 Média Baia: 1.82 Dia: 17 Média Baia: 1.82 Dia: 20 Média Baia: 1.82 Dia: 23 Média Baia: 1.82 Dia: 26 Média Baia: 1.82 Dia: 28 Média Baia: 1.82 Dia: 30 Média Baia: 1.82 Dia: 33 Média Baia: 1.84 Dia: 36 Média Baia: 1.88 Dia: 38 Média Baia: 1.99 Dia: 40 Média Baia: 1.95 Dia: 43 Média Baia: 1.9 Dia: 46 Média Baia: 1.82 Dia: 48 Média Baia: 1.85 Dia: 50 Média Baia: 1.9 Dia: 0 Dinâmico: 1.1 Dia: 2 Dinâmico: 1.06 Dia: 5 Dinâmico: 1.03 Dia: 8 Dinâmico: 1 Dia: 10 Dinâmico: 0.99 Dia: 12 Dinâmico: 0.98 Dia: 14 Dinâmico: 0.98 Dia: 17 Dinâmico: 0.98 Dia: 20 Dinâmico: 0.98 Dia: 23 Dinâmico: 0.98 Dia: 26 Dinâmico: 0.98 Dia: 28 Dinâmico: 0.98 Dia: 30 Dinâmico: 1 Dia: 33 Dinâmico: 1 Dia: 36 Dinâmico: 0.99 Dia: 38 Dinâmico: 0.98 Dia: 40 Dinâmico: 0.98 Dia: 43 Dinâmico: 0.98 Dia: 46 Dinâmico: 0.98 Dia: 48 Dinâmico: 0.98 Dia: 50 Dinâmico: 0.98
Trata-se um perfil de animal muito comum em confinamento, o chamado “boi-ladrão”. Pode apresentar o seguinte desempenho produtivo em razão de possuir uma doença subclínica não diagnosticada ou em razão de possuir uma conversão alimentar geneticamente inferior para ganho de peso eficiente. Esse é o tipo de animal que é dificilmente diagnosticado, ele tem um ganho constante mas sempre está abaixo do ponto de lucro da fazenda, um dos animais que mais impacta no desempenho do confinamento. Temos como identificar esse animal nas primeiras semanas e agir antes que ele cause um impacto no resultado do confinamento e lote, evitando prejuízos. Afinal o boi bom não deverá pagar pelo boi ruim.

O resultado é uma produção animal com uso mais consciente de recursos, mais eficiente e, portanto, mais rentável.

Além disso, com a Plataforma de Pecuária de Precisão, o controle do rebanho é imensamente facilitado, já que o sistema atualiza automaticamente mudanças de baias de animais ou lotes inteiros. Portanto, é possível medir a eficiência ou impacto operacional diretamente na performance dos animais: desde troca de ingredientes na ração até problemas operacionais de manejo são possíveis de serem vistos através desse monitoramento.

Implementação

Nível Módulo Performance

O módulo performance é responsável por identificar o animal e, através de sensores, pesar o animal individualmente. É composto pelas seguintes partes:

1
Sensores de pesagem: células de carga são responsáveis por transformar a passagem do animal em sinais elétricos
2
Junction Box: Responsável por transformar os sinais elétricos dos sensores de peso em informação para a Field Box.
3
Leitora integrada Bosch: especialmente desenvolvida por nossa equipe para identificar o animal de forma certeira através de rádio frequência em UHF.
4
Field Box: unidade de processamento a campo, ela é responsável por juntar os sinais dos diversos sensores e transformá-los em informação acurada para o sistema Bosch.
5
Antena externa possibilita a comunicação entre equipamentos, especialmente desenvolvida para que o sistema não dependa de conexão constante à internet ou satélite.
6
Autonomia de energia: os painéis solares possibilitam que o sistema seja independente de qualquer rede de eletricidade. Além disso nosso sistema de monitoramento de carga possibilita a autonomia do sistema por até 3 dias sem sol.
7
A plataforma de passagem junto com nossos sistemas de barreira foram desenvolvidos para que o produtor não precise se preocupar com limpeza do sistema constantemente. A plataforma possui uma característica auto-limpante que junto com o anteparo metálico possibilitam que o sistema trabalhe livremente mesmo em condições extremas de poeira ou lama. Todo o sistema fica ancorado em uma base de concreto desenhada para facilitar o acesso do boi ao corredor e garantir o nivelamento dos sensores de pesagem, assegurando assim a precisão e exatidão do sistema.

Nível Baia

1
Uma cerca divide a baia em dois espaços, separando o bebedouro do cocho apenas por um corredor de passagem única no qual o módulo performance é fixado.
2
Na busca diária por alimento ou bebida os animais passam livremente pelo sistema ao longo do dia, sem necessidade de manejo. Nesse momento o módulo performance identifica o animal e seu peso, alimentando o sistema automaticamente.
3
Corredor de passagem foi desenhado para obter o melhor resultado possível para o produtor sem causar stress aos animais ou qualquer necessidade extra de manejo diário. A cerca facilita a passagem dos animais sem acidente, evitando a tentativa de passagem em dupla. Além disso a base de concreto diminui a passada do animal pelo sistema.
4
O fato do animal fazer um caminho maior do cocho ao bebedouro se mostrou positivo pois a ração acumulada na boca do animal fica pelo caminho, consequentemente a água do bebedouro fica mais limpa por mais tempo.
5
A divisão da baia em duas áreas possibilitou ainda uma melhor distribuição dos animais e criou uma área de fuga para animais submissos.

Nível Fazenda

O módulo performance é instalado em todas as baias de confinamento ou em todas as praças de alimentação a pastos. Dessa maneira todo o seu rebanho é monitorado e você terá controle sobre cada um dos seus animais. É possível encontrar animais que mudaram de baia, ter um levantamento em tempo real do rebanho e ser avisado quando um animal demanda atenção.

Todos os equipamentos comunicam-se entre si, formando uma rede dedicada. Caso um dos aparelhos tenha problemas de conexão, a rede se auto-organiza para continuar comunicando dados, ou seja, a interrupção de um aparelho não afeta a comunicação da rede.

Nível Fazenda

1
No curral, com o módulo de entrada, é possível acompanhar os animais e lotes desde a entrada na fazenda e toda vez que precisar leva-los ao brete. O módulo identifica os animais e permite o input de detalhes como raça, origem, idade entre outros. Além disso o módulo facilita a operação com outros sistemas de software ou identificação, como o sisbov por exemplo.
2
No escritório fica o servidor local e Farm Box, responsáveis por processar todos os dados e se comunicar com a nuvem onde fica a inteligência do sistema. Algoritmos desenvolvidos pela Bosch transformam os dados de campo em índices de performance e inteligência.

Nível Global

1
Tudo isso pode ser acessado remotamente de onde o produtor estiver: na fazenda, na cidade ou fora do país.

Bosch: inovação está no nosso DNA

O Grupo Bosch é um líder mundial no fornecimento de tecnologia e serviços. A empresa emprega mais de 390.000 colaboradores em todo o mundo e gerou vendas de 73.1 bilhões de Euros em 2016. As operações do Grupo estão divididas em quatro setores de negócio: Soluções para Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Energia e Tecnologia Predial.

Como uma empresa líder em IoT, a Bosch oferece soluções inovadoras para casas e cidades inteligentes, mobilidade e indústria conectadas. A empresa utiliza sua expertise de tecnologia de sensores, software e serviços, assim como sua própria nuvem de IoT para oferecer aos seus consumidores conectados, soluções a partir de uma única fonte.

IoT
Bosch

O objetivo estratégico do Grupo Bosch é disponibilizar inovações para uma vida conectada e aprimorar a qualidade de vida em todo o mundo com produtos e serviços inovadores concebidos para fascinar. Assim, a empresa cria "Tecnologia para a Vida".

A base para o crescimento futuro da organização é sua força inovadora. A Bosch emprega 59.000 colaboradores na área de pesquisa e desenvolvimento em 120 localidades em todo o mundo.

Na América Latina, onde estão hoje mais de dez mil colaboradores, o faturamento chegou a 1,5 bilhão de euros em 2016. A Bosch América Latina contribui aqui de forma responsável para o crescimento do Grupo Bosch mundial e, mais do que isso, colabora também com o desenvolvimento dessa próspera e rica região. Além dos negócios tradicionais que já estão consolidados na região, a empresa continua a identificar novas oportunidades em diversos setores de atuação.